LIVRE DO PECADO

POR CLELIA REIS SCOPELITE BRITO

A LEI DE JESUS

 CAPÍTULOS DE IX-XIII

O QUINTO MANDAMENTO
Êxodo 20:12
12 Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias
na terra que o Senhor teu Deus te dá.

A INFLUENCIA DE UMA MÃE

Esta é uma verdadeira história de uma mãe que ensinou seu filho a mentir. Os nomes foram mudados, a fim de evitar os problemas que uma história como esta pode trazer.

Ken morava em uma pequena casa com seus pais e seu irmão mais velho. Seu pai trabalhava para a ferroviaria, mas ele não fazia muito dinheiro. Seu trabalho era  colocar carvão nos motores. Ele queria conseguir um emprego melhor para dar mais conforto à sua família, mas ele não sabe ler nem escrever, então ele tinha que ser grato por ter um emprego. Quando a família começou a crescer, elesprecizavam se mudar para uma casa maior. Eles encontraram uma casa grande no próximo bloco. A mãe de ken pensava que a casa era perfeita para eles, mas o pai de dele tinha medo que ele não poderia lidar com os pagamentos de uma casa grande, e disse: "Não! Temos que ficar aqui. Eu não posso pagar mais nada do que eu estou pagando agora. Temos que aprender a acomodar-nos nesta casa, não importa quanto a família cressa."

 A mãe de Ken não concordou com isso e foi a frente, e alugou a casa. Ela começou a modar os móveis por ela própria, um item de cada vez, porque a casa era apenas um quarteirão de distância da outra casa. Quando toda a mobilia estava transferida, o pai de Ken não teve outra escolha, mas também teve que mudar-se de sua casa. Porque a casa era muito grande, precisava de mais moveis. Dai   ela começou a comprar móveis em prestações. Todo mês um homem vinha à casa receber o pagamento.

Por algum tempo ela conseguiu fazer os pagamentos, mas depois de um tempo as coisas começaram a acontecer. Ela gastou todo o dinheiro extra coom o novo bebê, e daí não houve mais dinheiro para os pagamentos dos móveis. Quando o homem chegou para cobrar o dinheiro, ela não tendo dinheiro para gagar disse-lhe que iria chamá-lo quando Ela tivese o dinheiro. Ele foi embora, mas no dia seguinte ele voltou novamente. Ela disse a ele a mesma coisa. Da próxima vez que ela viu que estava vindo, ela disse a Ken para ir atender a porta, e dizer-lhe que ela não estava em casa. Quando o homem chegou, Ken abriu a porta e disse-lhe: "Minha mãe disse que eu lhe dissese que ela não está em casa".O homem incistiu a entrar na casa e esperar que ela saise do banheiro, e teve uma boa palestra com ela, e atré lhe ameaçou de tomar os moveis de volta. Felizmente isso não acontecu, mas Ken tinha aprendido a mentir, e ficou mentindo o resto de sua vida.

Ken tinha apenas cinco anos de idade quando isto aconteceu, e não percebeu que isto era uma mentira. Ele cresceu mentindo, e pensar nada em mentir. Ken foi criado num lar Católico, mas quando tornou-se um homem, aceitou o protestantesmo, mas nunca superou o problema de mentir.
Depois de casado, muitas vezes ele disse à sua esposa para dizer que ele não estava em casa porque ele não gostava de atender o telefone. Quando a esposa não queria mentir para ocultar a presença do esooso, ele saia da casa, logo que o telefone começava a chamar, e gritava para ela: "Não estou em casa".

Ken já faleceu, e só Deus sabe como a julgar uma pessoa como ele. Espero que ele tenha se arrependido antes de morrer, para poder entrar na
nova cidade pelas portas.  Os pais, como você deve ver, precisam ter cuidado de como vão influenciar seus filho e não seguirem o exemplo da história "A influência de uma mãe".
 
 

A INFLUENCIA DE UM PAI

UMA HISTORIA VERDADEIRA

Dr. Austin era um jovem medico muito interessante. Ele queria ser amado pela sua filha de cinco anos de idade, mais do que qualquer outra coisa. Margaret, sua filha, era uma menina brilhante e inteligente, com um grande senso de humor. Toda noite, quando o Dr. Austin chegava em casa do trabalho ele pegava Margaret e dançava com ela ao redor da sala. Depois disso, ele ia banhar-se e vestir-se para esperar palo jantar com sua esposa e Margaret. Enquanto ele esperava ele colocava Margaret no colo, e dava o seu estetoscópio a ela para ouvir o seu coração. Margaret adorava ouvir o as batidas cardíacas do seu pai. Todos os dia els faziam este jogo. Em seguida, ela ia para sua mãe, e perguntar-lhe para deixá-la  escutar seu coração. Sra. Austin deixava ela ouvir seu coração, mas lhe aconselhava a ter cuidado para não quebrar o estetoscópio do pai. Então Margaret respondia muito seria: "Esse não é o estetoscópio de papai, esse é o meu estetoscópio. Eu sou Dra. Margaret Austin!"

Senhora Austin concordava com ela e lhe pedia perdão por ter-lhe ofendido, tudo na bricadeira.

Margaret cresceu em um pequeno paraíso na terra. Um dia, o Dr. Austin chegou em casa do trabalho e, como ele sempre fez, dançou com Margaret. Sra. Austin estava fora cuidando de suas flores, de modo que os dois estavam em casa sozinhos. Quando o Dr. Austin percebeu que estavam sozinhos, ele pegou Margaret colocou-a em cima da mesa, e perguntou-lhe: "Margaret querida, minha filha favorita, a quem você ama mais? Mamãe ou papai?"

Margaret sorriu um grande sorriso. Seus lábios aim de canto a canto, mas não disse uma palavra. Seu pai olhou direto para seus olhos, e fez a mesma pergunta. Margaret deu-lhe o mesmo sorriso, mas não disse uma palavra. Neste interin a Sra. Austin voltou do jardim e ficou atrás de seu marido enquanto ele repetia a mesma pergunta. Ele não tinha idéia de que sua esposa estava atras ouvindo cada palavra que ele disse.

"Margaret, minha adorada doce menina, meu sonho, minha rosa de Sharon, de quem você ama mais, mãmae ou papai?"

 Sra. Margaret Austin sinalizou a Margaret para não deixa-lo saber que ela estava ali colocando seu dedo em frente da boca. Neste ponto Margaret  olhou para sua mãe, e piscou o olho.

Então ela olhou para seu pai e disse: "Papai, eu nunca respondi à sua pergunta, porque eu não queria ferir seus sentimentos."

Ai a Sra. Austin deu uma gargalhada, e correu para Margaret, tomou-a em seus braços num delicioso abraço. Mas o Dr. Austin não gostou nada de ser derrotado e para ganhar a estima de sua filha, tirou seu estetoscópio do pescoso,e colocou no pescoço de Margaret dizendo: "Veja aqui! Eu não
estou lhe empréstando, esse é o meu presente para você. Você pode ficar com ele o resto da sua vida. É verdadeiramente seu para manter."

Margaret realizando que o estetoscópio era seu, olhou para o pai dela e lhe deu um grande abraço. Desta vez ela apertou o estetoscópio próxima para o seu coração e finalmente disse.

"Obrigado, papai, eu te amo também, mas não vejo como é que eu possa amar mais um do que o outro. Eu amo você e mãmae ao mesmo tempo. Agora eu vou ser uma verdadeira médica quando eu crescer, e eu vou utilizar este estetoscópio sobre um milhão de pessoas. "
Os três Austins abraçaram-se num grande abraço. Margaret não tirou o estetoscópio do pescoço por um longo tempo. Ela tinha feito uma
decisão de que iria leva-la para o resto da sua vida.

Margaret foi para a escola com um objetivo em mente: ela estava decidida a ser uma médica! Ela praticou memorizar versículos da Bíblia. Seus pais estavam sempre orgulhosos dela. Após o colegial, passou para a faculdade para se preparar para a sua entrada em uma escola médica. Ela fez mais memóriação de versicúlos Bíblicos. Depois ela começou a memorizar capítulos inteiros. Ela memorizou Mateus 5, e nunca se esqueceu dele. Isso ajudou-a enrriquecer sua memória  para todos os trabalhos quando ela estava na escola de médicina. Ela passou todos os exames de entrada, e iniciou seus estudos de medicina. Ela era a única mulher em todas as suas aulas, e todos os rapazes tiravam o coro dela fazendo gosação por estar num lugar que até então só tinha homens.

Quando ela terminar a escola médica, ela decidiu se especializar em problemas cardíacos. Depois que ela completou todas as suas estudos, ela passou a procurar uma posição em um hospital, mas ninguém quis contratar ela só porque ela era uma mulher. Naqueles dias, havia muito poucos médicos do sexo feminino, Margaret  teve que esperar, mas finalmente ela foi contratada em um hospital de um centro médico, como um médica de medicina interna. Ela pensou que agora ela não tinha mais problemas, mas ela estava errada, todos os principais casos foram dados a um médico do sexo masculino. Eles não davan-lhe casos importantes sómente porque ela era uma mulher.

Isso não estava justo. Ela trouxe o seu caso para a diretoria do hospital e exigio ser tratada como os outros médicos. Pouco a pouco, eles começaram a dar-lhe mais importantes casos, e ela revelou-se a ser uma verdadeira médica.

Conheci o Dr. Margaret Austin quando ela tinha 89 anos de idade. Ela me pessoalmente me contou todas essas histórias sobre a vida dela. Uma vez em quando ela ia recitar-me todo o capítulo de Mateus 5. Fiquei muito impressionado com isso, então eu decidi também memorizar Mateus 5.
Essa é a mais imprecionante historia sobre a influencia de uma pai que eu já ouví. Pais, façam o mesmo com os seus filhos.
 
 

 CAPÍTULO X

O SESTO MANDAMENTO

Êxodo 20:13
 “Não matarás”

Acho que não temos nessessidade de uma historia ilustrativa para este mandamento.
Temos uma historia por Leroy Banks neste capítulo em inglês, mas é muito triste, e eu não gosto de historias triste, assim resolvi omiti-la deste capítulo em português,
pois sei que todos vocês sabem muito bem se livrar deste pecado.
 
 

 CAPÍTULO XI

O SÉTIMO MANDAMENTO

Êxodo 20:14
“Não adulterarás”

Miquéias 2:1
“Ai daqueles que nas suas camas maquinam a iniqüidade e planejam o mal! quando raia o dia, põem-no por pratica, pois está no alcanse da sua mão”

"Estou plenamente convencida de que estamos vivendo a poucos minutos da hora do fim. Estes são tempos perigosos para a nossa vida.
Não podemos ignorar a necessidade de estar preparados. "Nós lemos no livro, Últimos  Eventos de EG White, página 230

"Quandoo fim chegar, será de repente, inesperadamente, num momento em que estamos menos esperava isso. Mas podemos ter um limpo
registro no céu, hoje, e nós sabemos que Deus nos vai aceitar ".

Um registro limpo no céu? Como fazemos isso? Bem, eu acho que é muito fácil. Penso que tudo   que temos que fazer é manter os nossos olhos concentrada em Jesus.

Tenho um amigo que confessou-me que ele não pôde esperar até que ele encontrar uma mulher para se casar, a fim de ter relações sexuais. Ele disse: "Estou queimando com desejos sexual. Toda noite eu chego a um ponto que não posso controlar mais de mim. Tenho de usar a última alternativa para o meu problema"

Estúpida mim, eu devia ter descoberto o que ele quis dizer, mas, em vez eu perguntei: "O que é isso?" E ele respondeu: "Eu faço o que EG White chama PECADO SECRETO, mas eu não posso ignorar o meu desejo. Não há outra solução para o meu problema. Tenho todos estes desejos de estar com uma mulher, o que mais posso fazer? Eu poderia ir para uma garota paga, mas eu não quero pegar AIDS. Então não acha que eu sou inteligente, em não pagar uma menina? "

Eu disse: "Olha! Se você não quiser receber AIDS isso é muito bom, mas está disposto a perder a vida eterna por alguns minutos de prazer?

E ele disse: "a vida eterna? Quem disse que eu iria perder a vida eterna, só porque eu prático aquilo que eu disse antes? "

Eu disse a ele que ele precisava ler os testemunhos de EG White, e de joelhos pedir a Deus que lhe perdoe, e que precisava de vitória sobre o pecado. Quando Deus diz: "Ai daqueles que nas suas camas praticam a iniqüidade", tenho certeza de que Ele considera que
isso é uma coisa muito ruim, e Ele não vai  ignorá-lo, e permitir uma pessoa que faz estas coisas entrar no Seu reino. Isso também é chamado: pecado mal e iniqüidade. Sabemos que não há lugar no céu para depravados.

Eu tenho uma amiga casada que me perguntou se ainda praticava sexo com mim mesma por não ter um marido. Eu  lhe disse que não é claro, pois isto é um grande pecado. Dai ela me disse que não via pecado nenhum em se masturbar. Ela achava que se Deus pois esta sensação de goso na propria pessoa, era porque não era pecado. Dai, ela me disse que quando o marido dela não lhe pede sexo, que ela tem mais prazer fazendo isso no seu banho, do que na cama com o marido. Eu fiquei orrorizada, e não quiz mais convearsar com ela no telefone, e pedi disculpas, saí da conversa. Eu não sei como convenser uma pessoa que isto é pecado. Sómente o Espirito de Deus pode fazer este trabalho.

Algum tempo atrás, antes de eu ter um marido eu conheci um homem em uma de nossas igrejas, e ele me chamou por telefone. Comecei a dizer-lhe sobre o livro que eu estava a escrever, mas ele sempre mudou de assunto. Ele queria falar sobre sexo. Eu disse-lhe: "Olhe! hoje é sábado e você e professor da escola sabatina na sua igreja, e por que no mundo você continua trazendo o assunto de sexo para mim? Você é 24 anos mais moço do que eu, e não vê que não estou interessada em falar com você sobre sua vida sexual? Ele  resspondeu: "Eu percebo isso, mas minha esposa me deixou e eu tenho um filho de dois anos de idade fora do lar, e minha ex-esposa não quer me ajudar a cuidar do meu filho somente porque ele não é filho dela, estou queimando com uma paixão, é por isso que a única alternativa para mim, é praticar o pecado secreto. Eu devia simplesmente desligar o fone na cara dele, mas não fiz isso. Eu disse-lhe para ler Miquéias 2:1. E eu disse que eu não pudia falar mais com. Eu disse adeus e desliguei o telefone.

Acredito que uma pessoa que tem esse problema está cometendo adultério com o diabo. Nossos corpos são os templos de Deus, e não é para ser abusado em práticas imorais.
 
 

 CAPÍTULO XII

THE EIGHTH COMMANDMENT IS;

Êxodo 20:15
“Não furtarás.”

O EXEMPLO
(Por Leroy Banks)

James foi o tipo de homem que faria qualquer coisa para ajudar a manter os jovens fora de uma prisão. Ele disse muitas vezes a outros detentos que ele daria sua vida para manter apenas um adolescente de vir para a cadeia. Então, quando o diretor da prisão perguntou se ele estaria interessado no serviço de voluntario de aconselhar adolescentes, ele disse que sim. James assinou o seu nome no contrato, que afirmava que ele seria um conselheiro voluntario, para aconselhar um adolescente uma vez por semana. O diretor da prisão tomou o contrato e saiu do qarto.

James: --- Por último, serei uma ajuda para alguém.

Diretor da prisão: --- Sim, eu tenho trabalho de conselho para sua agenda, é um  adolescente chamado Sydney. Ele parece ser um bom rapaz, mas ele simplesmente não pode ficar fora de problemas.

James teve uma infância muito áspera. Com seis anos de idade, ele assistiu como o seu pai, bêbado e chateado, matou sua mãe. Agora ele tinha 26 anos, e já tinha 16 registros de detenção. James tinha certeza de que se qualquer coisa que ele queria ter, ele poderia obter por roubar. Ele nunca pensou nas pessoas que ele roubou. Ele sempre utilizou uma arma quando roubanva as pessoas.

Depois de muitos anos de roubar as pessoas e roubar, James começou a experimentar as droga. Sua atitude sobre o modo como o mundo tinha mudado lhe deixou sem esperanças. Ele pensava que todo mundo estava fora  para buscá-lo. Ele começou a usar drogas em uma base diária. Nada mais lhe importava. Em seu 16o aniversário, James decidiu assaltar um banco. Foi o maior roubo que ele já tinha tentado; fê-lo como um presente de aniversário para ele próprio. Em o processo de roubar o banco, ele matou um guarda de segurança. Ele foi sentenciado à vida na prisão sem posibilidade de liberdade condicional.

Enquanto James esteve na prisão, ele começou a receber estudos bíblicos e aceitou o Senhor como seu Salvador pessoal. Foi dai que ele decidiu ajudar os outros o melhor que ele poderia, assim, quando o diretor da prisão perguntou se ele iria se tornar um voluntário para aconselhar adolescentes, ele aceitou a tarefa com grande prazer.

James: --- Quando vamos ter uma reunião ?------ (David é o nome do diretor da prisão)
David: --- Hoje, se você gostar.
James: --- Claro, quero dizer, não estou ocupado. (Ele estava brincando)
David: --- Hum, OK, James, deixe-me ver o que posso fazer.

Ele chamou o guarda e perguntou se o menino estava pronto para receber conselhos. Ele disse-lhe que ele tinha acabado de chegar à prisão e estava ali à espera da sessão. Ele voltou para a cela de James e disse-Lhe:

Boas notícias James, Sydney já está aqui. O guarda lhe disse que quanto mais cedo ele ver o interior de uma prisão, melhor, e começar a conversar com um preso, o mais cedo pocivel, ele iria endireitar-se.

James: --- Estou pronto,  pode trazê-lo. Prometo que farei o meu melhor.

David: "Não vá com calma, James, faça o que você tem que fazer, você é permitido trinta minutos. Lembre-se que eu só quero vê-lo aqui para
conselhos.

James: --- Eu farei o melhor que eu possa.

Meia hora depois, o diretor tirou James de sua cela e levou-o para uma sala de conferências. O quarto era de 12 por 15 pés. As únicas coisas que o tinha no quarto eram uma mesa e duas cadeiras.  O quarto era bem pintado, e as parecia pareciam como se fosse um quarto novo. James caminhou mais na sala. O diretor removeu os grilhões do braço de James.

James começou a olhar ao longo da sala. Primeiro ele olhou para o chão. Eles foram impecável. Ele perguntou se eles tinham limpado o chão por causa da conferência que ele iria ter com Sydney, ou se eles eram sempre limpos. Em seguida, ele olhou para as paredes, não tnha fotos penduradas em qualquer das paredes, mas estavam todas muito limpas. As paredes eram feitas de tijolo e foram pintadas de um amarelo claro. James sentiu que era um quarto muito confortável.

"Aqui estamos nós." O diretor disse, e colocou duas cadeiras na mesa em forma oval.
"Obrigado", disse James, sentandose em uma das cadeiras.

David: --- Não vai ser muito tempo agora, James. Então, o que é que vais dizer ao joven quando ele chegar?
James: --- Eu não sei. Vou apenas dizer a ele como a minha vida foi quando eu tinha a idade dele. Vou tentar trazê-lo a ver que as coisas que ele está fazendo agora só podem conduzir a problemas.

James e o diretor olharam para a porta. Dois homens entraram. Um dos homens era mais moço do que o outro, sendo que o outro parecia não ter mais de 18 anos.

James saiu de sua cadeira e caminhou no sentido da pessoa mais jovem.

James: --- Você deve ser Sydney! Eu sou James.
Sydney: --- Sim, sou Sydney.

Ele puxou a cadeira que James estava sentado, e sentou sobre ela. James caminhou no sentido da mesa, puxou a outra cadeira da mesa, e sentou
próximo a Sydney.

"Meia hora". O guarda disse, saíndo da sala e fechando a porta atrás deles.

James: --- Não me parece que você quer estar aqui.
Sydney: --- Por que eu deveria?
James: --- Não sei, mas você não veio para ser ajudado?
Sydney: --- Você acha que eu iria escolher para chegar a uma prisão para obter ajuda?
James: --- Bem, por que você está aqui?
Sydney: --- Porque o juiz disse que eu tenho que estar aqui.
James: --- O que foi que você fez?
Sydney: --- Eu atirei em um garoto chamado Ted.
James: --- Por quê?
Sydney: --- Porque eu quiz atirar nele.

James pudia ver que havia um monte de hostilidade em Sydney. Ele começou a pensar em quando tinha a idade de Sydney. Embora tenha considerado pensar que devia haver um terreno comum entre eles, mas nãoera. Sidney, não queria ouvir sobre a sua história, não estava impressionado  de que James tinha se voluntariado e dar o seu  tempo para se encontrar com ele. James começou a pensar comsigo próprio. "O que é que eu posso dizer que irá receber a sua atenção? O que é que eu quero que ele saia daqui sabendo? "De repente ele sabia o que dizer.

James: --- Você sabia que o motivo de tantos adolescentes entrar em apuros é porque não conhecem a Deus?
Sydney: --- O QUE?
James: --- Você me ouviu.
Sydney: --- O que é que Deus tem a ver com isto?
James: --- Tudo, dependência em toxicos, a pressão dos colegas, problemas, todos os problemas que os adolescentes enfrentam hoje, você precisa conhecer a Deus. Você tem uma Bíblia?
Sydney: --- Não!

 James tirou do seu bolso uma Bíblia vermelha e deu a Sydney.

James: --- Você sabe por que estou aqui? Sabia que eu era como você na sua idade?
Sydney: --- Sim, eu perguntei ao meu guarda sobre você ontem.
James: --- O que ele disse?
Sydney: --- Ele me disse que seu pai matou sua mãe quando você era muito joven. Ele me disse que você começou a usar drogas e
assaltado um banco.
James: --- E mais que ele ti disse?
Sydney: --- Um, Um, bem , ele disse que você matou um guarda em um assalto ao banco.
James: --- Sim, é por isso que estou aqui.
Sydney: --- Para matar um guarda?
James: --- Não! não estou aqui para matar um guarda. Estou aqui porque eu não conhecia Deus. Você vê o que estou dizendo? Se eu tivesse conhecido Deus quando tinha a tua idade, eu não teria assaltado pessoas, ou consumido drogas. Eu gostaria de saber que eu estava errado e pecando quando tinha a sua idade. É por isso que estou dando-lhe esta Bíblia.
Sydney: --- Eu costumava ir à igreja com minha mãe antes de eu fugir de casa.
James :---- Isso é bom, por isso, você sabe onde estou, não é?
Sydney: --- Sim, eu sei.

A porta se abriu e o diretor pos a sua cabeça na sala e disse: "Cinco minutos", e fechou a porta.

James :---- Sydney, só tenho permição para mais duas visitas.
Sydney: --- Não, eu não vou precisar delas, eu vou mudar.
James :---- Espero nunca te ver novamente. Ele colocou a sua mão sobre o ombro de Sydney.
Sydney: --- O mesmo aqui. "

Ambos, James e Sydney se levantaram. James e Sydney caminharam até a porta. O diretor abriu a porta e Sydney começou a sair, mas virou-se e
correu para James e lhe deu um abraço. Ele então saiu da sala sem olhar para trás. Poucos minutos depois, um diretor levou James de volta para sua cela. James poderia agora viver com ele mesmo. Ele sabia que ele tinha ajudado Sydney a viver uma vida melhor.
James agora podia viver consigo mesmo, pois sabia que agora ele estava livre dos seus pecados, por conseguir realizar o que ele tanto queria.  Salvar alguem de voltar para a prisão.
 
 

 CAPÍTULO XIII

O nono mandamento.

Êxodo 20:16

“Não dirás falso testemunho contra o teu próximo”

THREE PARABLES
Por Clelia novamente.

De acordo com Webster uma parábola é uma história fictícia que apontam para uma moral. Minhas parábolas são as minhas guerras contra boatos e mentiras. Uma parábola é para fofocar, e as outras são para mentiras.

Porque estamos vivendo em um tempo em que estamos tão próximos do fim, eu decidi escrever três parábolas sobre fofocas e mentiras. Eu quero mostrar os nossos membros, como é importante estar pronto para Deus. Eu acredito que ele estará aqui em breve. Também quero mostrar como é fácil iniciar fofocas. Eu tenho ouvido alguns dos nossos membros da igreja espalhando boatos, e mesmo chegando a cometer o pecado mortal de mentir. Um membro aconselhou-me a mentira, a fim de evitar ferir sentimentos de alguém. Penso que existem algumas maneiras de sermos o mais honesto sem machucar os sentimento de alguém e sem dizer uma mentira. Fuchicos feitos da verdades são tão maus como fofocas feitas de mentiras. Em Provérbios 17:9 lemos:

Proverb.11:13.
13 “O que anda mexericando revela segredos; mas o fiel de espírito encobre o negócio”

Penso que não é um pecado para ouvir uma fofoca, mas creio que é um pecado para acreditar, e para repeti-la a alguém.

 Quando Satanás estava no céu, ele espalhou boatos sobre Deus. Ele disse que Deus não era justo. Todos os anjos ouviram as fofocas, mas apenas um terço acreditaram, e somente aqueles que acreditaram foram lançados do céu. Para reforçar meu ponto, eu decidi construir uma parábola sobre fofocas, esperando que este parábola irá torná-los um pouco mais fácil para ver como pode ser terrível fazer uma fofoca.
 
 

UM CASO DE VINGANÇA
Parabola 1

Em uma determinada cidade, havia um homem que vivia uma vida muito devota. Seu nome era Paulo. Infelizmente, o filho de Paulo não era o mesmo. Bruce, seu filho, freqüentava as escolas de sua igreja, mas logo que ele terminou o colegial ele decidiu freqüentar uma universidade pública. De lá ele foi para uma universidade público também.

Depois que ele terminou a universidade, ele se mudou para Reno, NV, para trabalhar lá. Ele começou a jogar, o que se tornou um hábito. Ele jogava tanto que ele teve que fazer empréstimo de dinheiro para poder pagar a todos os seus amigos, ou inimigos. Quando ele não podia pagar mais as suas dívidas porque não tinha mais nada, ele acabou na cadeia. Bruce chamou o pai dele, e pedi-lhe que enviase-lhe dez mil dólares, para que ele pudesse sair da prisão. Mas seu pai pensava que seria bom para ele ficar na prisão e sair desse terrível hábito. Foi ai que Bruce decidiu se vingar do seu pai.. Ele chamou o pastor da igreja de seu pai, e disse-lhe uma terrível mentira. Isto é o que ele disse no telefone:

Bruce - "Você é o pastor da igreja B?"
Pastor "Sim, eu sou. Posso te ajudar em alguma coisa? "
Bruce - "Sim, talvez você poderia me ajudar?"
Pastor - "Vai me dizer, o que é que você quer?"
Bruce - "Você tem em sua igreja um homem pelo nome de Paul V.?
Pastor - "Sim eu tenho. Ele é um dos nossos mais velhos membros, e muito consagrado. "
Bruce - "Eu tenho algo para lhe dizer que eu nunca disse a ninguém, nem mesmo a minha mãe."
Pastor - "Que é isso? "
Bruce - "Meu pai é um homossexual. Ele começou a abusar de mim quando eu tinha apenas quatro anos, e ele continuou até  eu saír de casa.
              É por isso que me mudei para tão longe de casa. Eu queria ficar longe dele, o mais longe possível.
Pastor - "Estou em choque. Não sei o que dizer. "
Bruce - "De qualquer forma, eu tenho que ir. Eu vou falar com você outra hora. Tenha um bom dia. "

O pastor estava em tal choque que ele tinha que dizer isto a alguém sobre a notícia que ele tinha apenas começado a ouvir. Ele achou que seria certo dizer a sua esposa, e disse-lhe tudo. Eles não acreditaram na história, mas a sua mulher disse sua filha. Ela também não acreditou, mas ela disse a uma amiga. Sua amiga também Não acreditou que fosse verdade, mas ela disse a mãe dela. E em pouco tempo a igreja toda estava pensando que o Irmão Paulo era um homossexual.

Um dia o irmão Paoulo foi à igreja e chegou a um de seus irmãos e colocou o braço sobre seus ombros. Imediatamente o irmão tirou o braço dele do seu onbro e saíu para outro lugar. Irmão Paulo notou que a maior parte de seus amigos estavam evitando-o. Ele pensou que fosse um pouco estranho, mas entregou tudo a Deus.

Claro que essa é apenas uma parábola, mas mostra como é fácil iniciar uma fofocas.

Lembro-me de um sermão que ouvi quando eu era uma garota.

No sermão o ministro falou sobre fofocas comparado-a a um travesseiro. Isto é o que ele disse: "Um certo homem tinha feito um travesseiro de penas. Um dia ele se cansou de seu travesseiro e decidiu livrar-se dela. Ele subiu no telhado de um edifício e cortou o travesseiro. Ele comessou jogar o  travesseiro no telhado até que todas as penas foram dispersos. O vento estava soprando, e todas as penas sairam para distânte do telhado.

De repente ele sentiu-se cansado e se deitou no telhado. Mas sua cabeça se cansou, e ele quis de volta o seu travesseiro. Ele se levantou e começou a recolher as penas que caiu sobre o telhado. Tudo o que conseguio recolher tinha sido uma mão cheia,mas  não o suficiente para retornar a ser um  travesseiro. Ele foi para baixo e correu por todo parte para encontrar as penas, mas estavam todas desaparecidas. Ele nunca teria o mesmo travesseiro novamente. A mesma coisa é a verdade com fofocas. Mesmo que uma pessoa arrependase, ela não poderá corrigir o erro. Esse dano não é reversível." Essa é uma história que eu nunca esqueci.

Apo. 22: 14,15.
14 “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
15 Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira

Também leiam Pro. 6:16-19;  8:13; 12:19,22; 19:5,9,22; 26:28; and 30:6,8.
 
 

A AMIGA INFIEL
Parabola 2

Havia duas amigas que frequentavam a mesma igreja. Vamos chamá-las de Diane e Susan. Susan era casada com um italiano que tinha algo a ver com a máfia. Ele perseguia muito sua espos Susan por ser de uma denominação contraria a dele. Ele conheceu Diane em uma das reuniões realizada na casa da Susan, e tornou-se muito amigável com ela. Então ele descobriu que sua mulher estava dando estudos bíblicos para uma garota chamada Linda, que viviam noutra cidade vizinha. Ele ficou muito irritado e decidiu fazer algo sobre isso. Ele chamou Diane e perguntou-lhe se ela sabia o tempo e hora que Susan dava os estudos da Bíblia para a Linda. Diane sabia que Susan estava dando os estudos no domingo às 4 da tarde, dai ela disse-lhe toda esta informação. O marido de Susan estava fora da cidade nesse tempo, e ninguém podia suspeita-lo de qualquer coisa. Isso foi exatamente o motivo de Susan poder dar os estudos no domingo, porque ele não estava em casa naquele momento, e não iria incomodá-la.

Um domingo ela foi para a casa de Linda e deu-lhe o estudo bíblico. Três dias depois a polícia chegou à casa da Susan para interrogá-la. Linda tinha sido assassinado, e Susan tinha sido a última pessoa sido vista na casa de Llinda. Susan disse à polícia tudo sobre o seu marido e todas as ameaças que ele tinha feito. Ela também disse-lhes sobre o seu marido ter feito amizade com Diane. Ela pensou que Diane seria a única pessoa que poderia dar esta informação a seu marido sobre ela dar estudos biblicos a Linda. A polícia então decidiu ir para ver Diane.

Quando a policia chegou na casa de Diane e lhe interrogou sobre o caso, ela negou tudo. Ela disse à polícia que não sabia de nada sobre Susan dando estudos bíblicos a Linda. Susan foi presa e condenado à morte o castigo dos homicidas nos EUA.

Claro que essa é apenas uma parábola, mas como você iria reagir em uma situação como essa? Poderia ter corajem suficiente para dizer a verdade? Haverá um tempo em que Deus aceitaria uma mentira deste tipo? Eu digo que não, nunca. Uma mentira é uma mentira, e que poderia causar-lhe a perder sua salvação.
 
 

A COLEGA INGRATA
Parabola 3

Haviam duas moças em uma academia particular. Ambas as moças amavam a Deus. O nome de uma era Victoria, e a outra era Maria.
Victoria tinha vindo de uma família muito ilustre. Seu pai era um médico cristão sincero que tinha sido abençoado com uma boa esposa e muito piedoso e amavel com seus filhos, um pequeno paraíso na terra com perfeita harmonia.

Maria, por outro lado, pertencia a uma família muito pobre, onde não havia nenhuma harmonia. Além disso, Maria tinha sido vitima de um acidente de carro que tinha deixado-a com um toque de danos cerebrais. Ela tinha dificuldade de se lembrar das coisas, e tinha um temperamento muito rápido. As duas meninas, tão diferentes como eles eram, tinham que partilhar do mesmo quarto no dormitório da moças. Quando vitoria notou que Maria não tinha suficiente vestuário, ela levou Maria para uma loja vizinha, e comprou-lhe um armario completo. Maria amava a Deus com todo seu coração, mas ela não tinha conhecimento de Filipenses 2, versículo 3. Que diz:

Filipenses 2:3
3 “nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo;”

Maria orava três vezes por dia. Toda manhã, meio dia, e na hora do pôr do sol, ela ia para a capela para orar. Todas as moças sabiam como ela era, mas assim mesmo elas gostavam dela. Mas a Maria isto não era suficiente, porque ela queria ter o mesmo respeito que as moças  tinham por Victoria. Ela queria que esse respeito custasse o que dustasse. Ela própria decediu destruir o respeito que as moças tinham por Victoria. Ela esperou por um momento certo para atacar. Victoria tinha uma câmera muito cara, e tirou muitas fotos de Maria,e das outras moças. Ela mandou desenvolver as fotos e deu elas a Maria.

Um dia Maria pediu a Victoria para fazer os seus, estudos marcados para serem feitos em casa, mas quando Victoria se recusou a fazê-lo Maria ficou furioso e começou a rasgar todos as fotografias. Depois pegou os pedacinhos das fotos rasgadas e mostrou a outra moça dizendo;

"Olha! Veja o que Victoria fez com a foto que você me deu."

Quando os alunos viram as suas fotos todas ripadas, ficaram indignados com a Victoria, e não falavam mais com ela. No corredor alguns alunos tomaram os pequenos pedaços de fotografias e exibido-os a ela. Victoria ficou com o coração totalmente quebrado. Quando ela foi para casa, ela derramou a seu coração ao seu pai e contou-lhe toda a história. Seu pai colocou-a no seu colo, e abriu sua Bíblia em Salmos 55. Verso 22.

Salmos 55:22
22 “Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado”

Então ele disse: "Claro que você esta abalada agora, mas se você der este cargo para o Senhor  Ele tirará toda esta dor de você." Eles oraram juntos, e ela se sentio muito melhor.

Quando ela voltou para a escola, ela ainda podia amar Maria. Poderia você fazer o mesmo? Você poderia amar Maria depois disso? Tenho a certeza de que Jesus podia. E é isso que Ele espera de nós. Sempre temos que amar os antipáticos.

Estas três parábolas foram feitas por inspiração em fatos reais que eu sabia, e apenas algumas coisas que era só a minha imaginação para adicionar o ponto que eu queria fazer. Claro que eu tenho certeza que você percebeu que a história de Susan, Diane e Linda foi principalmente a minha imaginação. A primeira história era real até um certo ponto, mas o filho não foi ao extremo de dizer que seu pai era um homossexual. Essa parte eu fiz-lo para uma maior ênfase na efeito de uma fofoca, mas o resto da história é verdadeira. A história das fotografia é quase toda verdadeira também.

Meu amigo eu só espero que, se você tem o pecado de fofocas que você se arrependa antes que seja a tarde demais. O Senhor está vindo mais cedo do que nós sabemos. Nossa igreja tem alcançado todos os países do mundo. É por isso que eu estou plenamente convencida de que ele estará aqui em breve.
 
 

Click aqui para ir para a última página deste livro

 Eu não lhe cobro para você ler meu livro, mas você poderia me dar uma recompença,
é somente me mandar um e-mail dizendo que está lendo o meu livro.
Nem precisa me dar a sua opinião, é somente para
eu saber que alguem está lendo o meu livro,
e o meu trabalho não foi em vão.

 

 

Professor Azenilto G. Brito
Ministério Sola Scriptura profazenilto@hotmail.com

*************************** 

Outras Opções


profazenilto@hotmail.com

 cleliabrito23@yahoo.com.br

Clique aqui para ir para a página do Prof. Azenilto ARTES CULINARIAS

  Clique aqui para para ir para a página de Historietas-Didaticas"

Clique aqui para ver artigos sobre Os"DEBATES CATÓLICOS"

Clique aqui para ver artigos sobre as "DOUTRINAS CATÓLICAS"

 Clique aqui para ver artigos sobre  SÁBADO OU DOMINGO

 Click aqui para ver artigos sobre a "Imortalidade"

 Click aqui para ler sobre as leis dietéticas

 Click aqui para ver artigos sobre as divisões das leis

 Clique aqui para voltar aos outros artigos

 Clique aqui para ir para os Artigos Numerados

 Clique aqui para ir para a página de livros.

 Ministerio Sola Scriptura