A Expectativa dos Heróis de Israel: A Cidade Que Tem Fundamentos

Além de o apóstolo Paulo falar claramente que sua expectativa de receber seu galardão eterno “naquele dia”, quando da volta do Senhor (2 Tim. 4:6-8), e ressaltar isso em Filipenses 3:20, 21, na epístola aos Hebreus esse tema da cidade santa como grande expectativa e esperança dos fiéis de Deus é novamemente ressaltado. Observem estas passagens:

 Heb. 9:27, 28.
 27 “E assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez e, depois disto, o juízo,
28 assim também Cristo, tendo-Se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O aguardam para a salvação”

O autor inspirado faz ligação natural entre a morte de um homem e o retorno de Cristo como o centro da esperança de vida eterna e do juízo. Se cresse na imortalidade da alma, por que nada fala desses que estão na expectativa do juízo irem para algum lugar do universo aguardar o seu veredito? Por que na seqüência é enfatizado o retorno de Cristo “aos que O aguardam para a salvação”? Esse tipo de linguagem claramente exclui qualquer idéia de um estado intermediário entre a morte e o Advento do Senhor.

Vejamos mais alguns significativos textos em Hebreus:

“Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, saindo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. Pela fé peregrinou na terra da promessa, como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa; porque esperava a cidade que tem os fundamentos, da qual o arquiteto e edificador é Deus” [Heb. 11:8-10].

 “Todos estes [os heróis da fé, de Hebreus 11] morreram na fé, sem ter obtido as promessas, vendo-as, porém, de longe, e saudando-as, e confessando que eram estrangeiros e peregrinos sobre a Terra. Porque os que falam desse modo manifestam estar procurando uma pátria. . . . Agora aspiram a uma pátria superior, isto é, celestial” [Heb. 11:13].

 “[Pela fé] . . . mulheres receberam, pela ressurreição os seus mortos. Alguns foram torturados, não aceitando seu resgate, para obterem superior ressurreição” [Heb.11:35].

 “Ora, todos estes [heróis de Deus] obtiveram bom testemunho por sua fé, não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, por haver Deus provido cousa superior a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados” [Heb. 11:39, 40].

 “Aquele, cuja voz abalou, então, a Terra; agora, porém, Ele promete, dizendo: Ainda uma vez por todas farei abalar não só a Terra, mas também o céu. Ora, esta palavra: Ainda uma vez por todas, significa a remoção dessas cousas abaladas, como tinham sido feitas, para que as cousas que não são abaladas permaneçam. Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor”. [Heb. 11: 26-28]

O que viria a ser abalado seria o presente mundo (como profetizado em 2 Pedro 3:9-13), mas “um reino inabalável” é prometido e tem que ver com a “pátria celeste” que pela contextuação não significa de modo algum a ida das almas para o céu com a morte. A ênfase de todas essas passagens simplesmente não dá margem a tal interpretação, sobretudo ao ressaltar a ressurreição dos mortos repetidamente.

É digno de nota que esses heróis todos “não obtiveram . . . a concretização da promessa, por haver Deus provido cousa superior a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados”. Não fica por demais claro nessas palavras que tal concretização de promessas se dará “naquele dia”, como disse Paulo, quando esperava herdar “a coroa da justiça que me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele dia; e não somente a Mim, mas também a todos quantos amam a Sua vinda” (2 Tim. 4:7, 8)?

A despeito da clareza dessa exposição, alguns gostam de explorar o texto de Heb. 12:22 e 23--“Mas tendes chegado ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia e igreja dos primogênitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados”--como prova de que as almas ou espíritos dos salvos já estariam no céu.

Contudo, o que temos aí, à luz do contexto, é um contraste entre o Monte Sinai (vs. 18-21) e o monte Sião, a assembléia reunida em torno do Sinai, temerosa e tremente, em contraste com a mais gloriosa “universal assembléia e igreja dos primogênitos ARROLADOS nos céus”. Não é dito que estejam presentemente no céu, mas têm ali os seus nomes escritos, como Jesus mesmo declarou: “Alegrai-vos . . . porque os vossos nomes estão arrolados nos céus” (Luc. 10:20).

Sinceramente, encaixar nessa descrição toda e ver nessa ênfase clara quaisquer almas indo para o céu numa concretização das promessas divinas de salvação eterna é uma petitio principii [petição de princípio]. Não existe a mínima chance de se encontrar aí qualquer noção disso. Os “espíritos dos santos aperfeiçoados” significa simplesmente aqueles cristãos nessa imensa assembléia dos salvos, destemida e já tendo assumido o galardão prometido pela fé. Refere-se a homens e mulheres justos que se acham ainda na igreja militante; e o Pai dos ‘espíritos’ (Hebreus 12:9) tem referência a homens ainda no corpo. Afinal, trata-se de uma referência à linguagem de Números 16:22 e 27:16--o ‘Deus dos espíritos de toda a carne’ (Números 16:22 e 27:16). Isso é referência a homens concretos, de carne e osso, não em estado desencarnado”.
Prof. Azenilto G Brito
 
 

Se desejar se comunicar com o autor, mande um e-mail para o link em baixo:

Professor Azenilto G. Brito
Ministério Sola Scriptura

profazenilto@hotmail.com

*************************** 

Outras Opções


profazenilto@hotmail.com



Clique aqui para ir para a página do Prof. Azenilto ARTES CULINARIAS

  Clique aqui para para ir para a página de Historietas-Didaticas"

Clique aqui para ver artigos sobre Os"DEBATES CATÓLICOS"

Clique aqui para ver artigos sobre as "DOUTRINAS CATÓLICAS"

 Clique aqui para ver artigos sobre  SÁBADO OU DOMINGO

 Click aqui para ver artigos sobre a "Imortalidade"

 Click aqui para ler sobre as leis dietéticas

 Click aqui para ver artigos sobre as divisões das leis

 Clique aqui para voltar aos outros artigos

 Clique aqui para ir para os Artigos Numerados

 Clique aqui para ir para a página de livros.

 Ministerio Sola Scriptura