10 Perguntas sobre Atos 15 e o Concílio de Jerusalém

 Analisando o Ensino Bíblico

1 “Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes, segundo o rito de Moisés, não podeis ser salvos.
2 Tendo Paulo e Barnabé contenda e não pequena discussão com eles, os irmãos resolveram que Paulo e Barnabé e mais alguns dentre eles subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, por causa desta questão.
3 Eles, pois, sendo acompanhados pela igreja por um trecho do caminho, passavam pela Fenícia e por Samária, contando a conversão dos gentios; e davam grande alegria a todos os irmãos.
4 E, quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos, e relataram tudo quanto Deus fizera por meio deles.
5 Mas alguns da seita dos fariseus, que tinham crido, levantaram-se dizendo que era necessáriocircuncidá-los e mandar-lhes observar a lei de Moisés.
6 Congregaram-se pois os apóstolos e os anciãos para considerar este assunto.
7 E, havendo grande discussão, levantou-se Pedro e disse-lhes: Irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre vós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho e cressem.
8 E Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito Santo, assim como a nós;
9 e não fez distinção alguma entre eles e nós, purificando os seus corações pela fé.
10 Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós pudemos suportar?
11 Mas cremos que somos salvos pela graça do Senhor Jesus, do mesmo modo que eles também.
12 Então toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quantos sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios.
13 Depois que se calaram, Tiago, tomando a palavra, disse: Irmãos, ouvi-me:
14 Simão relatou como primeiramente Deus visitou os gentios para tomar dentre eles um povo para o seu Nome.
15 E com isto concordam as palavras dos profetas; como está escrito:
16 Depois disto voltarei, e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído; reedificarei as suas ruínas, e tornarei a levantá-lo;
17 para que o resto dos homens busque ao Senhor, sim, todos os gentios, sobre os quais é invocado o meu nome,
18 diz o Senhor que faz estas coisas, que são conhecidas desde a antiguidade.
19 Por isso, julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus,
20 mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.
21 Porque Moisés, desde tempos antigos, tem em cada cidade homens que o preguem, e cada sábado é lido nas sinagogas.
22 Então pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos com toda a igreja escolher homens dentre eles e enviá-los a Antioquia com Paulo e Barnabé, a saber: Judas, chamado Barsabás, e Silas, homens influentes entre os irmãos.
23 E por intermédio deles escreveram o seguinte: Os apóstolos e os anciãos, irmãos, aos irmãos dentre os gentios em Antioquia, na Síria e na Cicília, saúde.
24 Portanto ouvimos que alguns dentre nós, aos quais nada mandamos, vos têm perturbado com palavras, confundindo as vossas almas,
25 pareceu-nos bem, tendo chegado a um acordo, escolher alguns homens e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo,
26 homens que têm exposto as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
27 Enviamos portanto Judas e Silas, os quais também por palavra vos anunciarão as mesmas coisas.
28 Porque pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas necessárias:
29 Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição; e destas coisas fareis bem de vos guardar. Bem vos vá.
30 Então eles, tendo-se despedido, desceram a Antioquia e, havendo reunido a assembléia, entregaram a carta.
31 E, quando a leram, alegraram-se pela consolação.
32 Depois Judas e Silas, que também eram profetas, exortaram os irmãos com muitas palavras e os fortaleceram.
33 E, tendo-se demorado ali por algum tempo, foram pelos irmãos despedidos em paz, de volta aos que os haviam mandado.
34 [Mas pareceu bem a Silas ficar ali.]
35 Mas Paulo e Barnabé demoraram-se em Antioquia, ensinando e pregando com muitos outros a palavra do Senhor.
36 Decorridos alguns dias, disse Paulo a Barnabé: Tornemos a visitar os irmãos por todas as cidades em que temos anunciado a palavra do Senhor, para ver como vão.
37 Ora, Barnabé queria que levassem também a João, chamado Marcos.
38 Mas a Paulo não parecia razoável que tomassem consigo aquele que desde a Panfília se tinha apartado deles e não os tinha acompanhado no trabalho.
39 E houve entre eles tal desavença que se separaram um do outro, e Barnabé, levando consigo a Marcos, navegou para Chipre.
40 Mas Paulo, tendo escolhido a Silas, partiu encomendado pelos irmãos à graça do Senhor.
41 E passou pela Síria e Cilícia, fortalecendo as igrejas.”

1 – Que prova há de que a expressão “lei de Moisés”no vs. 5 aplica-se ao sábado, circuncisão e às leis higiênicas, mas não envolve os demais mandamentos como “não matarás”, “honra a teu pai e a tua mãe”, “não dirás o nome de Deus em vão”, da mesma “lei de Moisés”?

Atos 15:5
5 “Mas alguns da seita dos fariseus, que tinham crido, levantaram-se dizendo que era necessáriocircuncidá-los e mandar-lhes observar a lei de Moisés.

2 – Qual, segundo a evidência neotestamentária, era a prática dos cristãos antes do Concílio de Jerusalém que—todos não guardavam o sábado, todos guardavam o domingo, os cristãos judeus observavam o sábado, todos não guardavam dia nenhum, a guarda de um dia ou de dia nenhum era voluntária?

3 – Se prevalece a noção de que o dia de observância passou a ser algo voluntário, não relacionado com um mandamento específico, por que os cristãos a partir de meados do primeiro século resolveram que as palavras de Jesus de que “o sábado foi feito por causa do homem” não se aplicavam a eles, só aos judeus, e dentro de que lógica?

4 – Se havia a divisão entre judeus cristãos, observadores do sábado, e os demais cristãos não-judeus, que não se prendiam mais a essa “sombra”, já que isso representaria ficar preso a algo que não era a Realidade, não devia a Igreja condenar tal atitude em vez de acomodar os dois pontos de vista, assim como rejeitava totalmente a circuncisão?

5 –Atos 21:20 mostra que a constituição étnica da Igreja-mãe de Jerusalém era judaica, e os seus membros em grande parte eram “zelosos da lei” (não admitiriam mudanças numa regra tão arraigada na sua cultura religiosa e mesmo secular, quanto o sábado, sem muita briga). Por que, então, não há polêmicas após o Concílio de Jerusalém quanto à mudança do sábado pelo domingo ou abolição total do conceito de manter-se um dia para dedicação a Deus, caso em tal Concílio se tratasse do assunto?

Atos 21:20
0 “Ouvindo eles isto, glorificaram a Deus, e disseram-lhe: Bem vês, irmãos, quantos milhares há entre os judeus que têm crido, e todos são zelosos da lei.”

6 – Sendo que as decisões do Concílio de Jerusalém foram alcançadas por direção do Espírito Santo  (vs. 28), e o resultado é claramente as quatro instruções dos vs. 20 e 29, com base no que insistem em que a não-guarda do sábado foi também decidida no Concílio, quando isso nunca é mencionado?

Atos 21:28
28 “Porque pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas necessárias:”

Atos 21:20,29
20 “mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.
29 Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição; e destas coisas fareis bem de vos guardar. Bem vos vá.

Obs.: O fato de não ser mencionada restrição à circunscisão dava-se ao fato de que não julgaram necessário tratar de um tema muitas vezes já focalizado por Paulo e outros apóstolos, como se deduz de suas muitas referências à questão nas suas várias epístolas.

7 –Que dia passaram a observar em maior proporção os cristãos gentios a partir do Concílio de Jerusalém—o domingo, ou tiveram liberdade para guardar qualquer dia que melhor lhes conviesse, ou dia nenhum, e qual foi a proporção aproximada de cada grupo?

8 – Se o domingo foi mesmo adotado pela Igreja gentílica, por que após o Concílio de Jerusalém o dia é chamado meramente de mía twn sabbatwn (o primeiro a partir do sábado, ou “primeiro dia da semana”) pelos autores bíblicos, o que denota a contagem judaica, sem qualquer indicação de ser um dia especial?

91 – E como nos regulamentos ordenados no Concílio de Jerusalém ainda persistem em manter regras de restrições alimentares, como a proibição de ingerir sangue e carne sufocada (vs. 20, 29), já que as “leis mosaicas” supostamente foram todas abolidas?

10 – Sendo o que o vs. 21 diz que aos sábados Moisés era lido nas sinagogas e sabe-se que os cristãos inicialmente freqüentavam as sinagogas para ouvir a leitura da Torah, não indica isso claramente que nas instruções que obtinham nesse ambiente aprendiam sobre as regras alimentares e sobre o sábado, nada sobre a santificação do domingo ou dianenhumismo/diaqualquerismo/tododiaísmo, nem tampouco valetudismo alimentar?

Atos 21:21
“21 Porque Moisés, desde tempos antigos, tem em cada cidade homens que o preguem, e cada sábado é lido nas sinagogas.”

Obs.: À luz de Atos 15:21 fica claro que eles frequentavam a sinagoga, onde nada aprendiam sobre mudança na lei divina quanto ao dia de repouso e demais regras da lei moral.

Prof. Azenilto G. Brito
 
 

 

*************************** 

Outras Opções


Se desejar se comunicar com o autor, mande um e-mail para o link em baixo:
otabrito@aol.com

 bcleliabrito@aol.com

Clique aqui para ir para a página do Prof. Azenilto ARTES CULINARIAS

  Clique aqui para para ir para a página de Historietas-Didaticas"

Clique aqui para ver artigos sobre Os"DEBATES CATÓLICOS"

Clique aqui para ver artigos sobre as "DOUTRINAS CATÓLICAS"

 Clique aqui para ver artigos sobre  SÁBADO OU DOMINGO

 Click aqui para ver artigos sobre a "Imortalidade"

 Click aqui para ler sobre as leis dietéticas

 Click aqui para ver artigos sobre as divisões das leis

 Clique aqui para voltar aos outros artigos

 Clique aqui para ir para os Artigos Numerados

 Clique aqui para ir para a página de livros.

 Ministerio Sola Scriptura